REVELAÇÃO DE MOISÉS

Traduzido[1] por João Azevedo Jr.

1 Relato da vida de Adão e Eva, as primeiras criaturas humanas, revelado por Deus a Seu servo Moisés, quando este recebeu das mãos do Senhor as Tábuas da Lei da Aliança, instruído pelo arcanjo Miguel.

Esta é a história de Adão e Eva. Depois que foram expulsos do Paraíso, Adão tomou Eva sua mulher, e se dirigiram para o oriente. E lá permaneceram dezoito anos e dois meses, e Eva concebeu e deu à luz dois filhos, Diaphotus chamado Caim, e Amilabes[2] chamado Abel.

2 E depois disto, Adão e Eva permaneceram juntos e, um dia, enquanto estavam deitados, Eva disse a Adão, seu marido: “Meu senhor, vi em um sonho esta noite o sangue de meu filho Amilabes, que é chamado Abel, despejado na boca de Caim seu irmão, e ele o bebia sem piedade. E Abel tentou convencê-lo a deixar-lhe um pouco de sangue, mas Caim não o atendeu, e bebeu todo o sangue, que não permaneceu em suas entranhas, mas foi expelido por sua boca.” E Adão disse a Eva: “Levantemo-nos e vamos ver o que lhes aconteceu, pois talvez o Inimigo esteja de alguma forma combatendo  contra eles.”

3 E foram ambos ver o que havia ocorrido e encontraram Abel morto pela mão de Caim, seu irmão. E Deus disse ao arcanjo Miguel: “Dize a Adão, ‘Não reveles a teu filho Caim o segredo que conheces, porque ele é filho da ira. Mas não vos lamenteis, pois vos darei outro filho no lugar dele, o qual vos mostrará todas as coisas, tantas quantas fizerdes para ele; mas não lhe conteis nada.! Isto disse Deus a seu anjo, e Adão manteve estas palavras  em seu coração, e com ele Eva, tendo ambos se entristecido por Abel, filho deles.

4 E depois disto, Adão deitou-se novamente com sua mulher Eva, e ela concebeu e deu à luz Seth. E Adão disse a Eva: “Vede, tivemos um filho para substituir Abel, a quem Caim  matou; glorifiquemos e ofereçamos sacrifício a Deus.”

5 E Adão gerou[3]  mais trinta filhos e trinta filhas[4]. Depois adoeceu, e clamando em alta voz disse: “Que todos os meus filhos venham a mim, para que eu possa vê-los antes de morrer.” E foram todos trazidos, pois a terra era habitada em uma terças parte, e todos eles vieram até a porta da casa na qual Adão  havia entrado para orar a  Deus. E seu filho Seth disse:

6 “Pai Adão, que doença tendes?” E Adão respondeu: “Meus filhos, perturba-me grave problema!” E seus filhos lhe perguntaram: “Qual  é o problema e qual é a doença?” E Seth perguntou: “É o que se passa que Vós vos recordastes dos frutos do Paraíso que comestes, e vos afligis devido ao vosso desejo por eles? Se assim for, dizei-me e irei e trazer-vos-ei frutos do Paraíso. Pois colocarei esterco sobre minha cabeça, e chorarei e rezarei, e o Senhor me ouvirá, e enviará seu anjo; e vos trarei o fruto[5] para que possa cessar vossa aflição.”  Adão lhe disse: “Não, meu filho Seth; mas estou doente e aflito.” Seth perguntou a seu pai: “E como vos sobrevieram estes males?”

7 Adão lhe respondeu: “Quando Deus nos criou, a mim e a tua mãe, por cujas ações também me tornei mortal, Ele nos deu todas as plantas do Paraíso, mas a uma delas nos ordenou que não comêssemos seu fruto, pois se o fizéssemos haveríamos de morrer. E em dado momento, enquanto os anjos que protegiam tua mãe haviam subido aos céus para prestar adoração a Deus, o Inimigo deu a ela o fruto da árvore, e ela o comeu, sabendo que eu não estava por perto, nem os santos anjos; então ela também a mim deu do fruto para comer.

8 E quando nós dois tínhamos comido, Deus se enfureceu conosco. E o Senhor, vindo ao Paraíso, sentou-se em Seu trono, e chamou-me com voz terrível, dizendo: “Adão, onde estás? E por que estás escondido de minha face? Deve uma casa estar oculta daquele que a construiu? Porquanto abandonaste Minha aliança, serão desferidos sobre teu corpo setenta golpes[6]. O primeiro golpe te ferirá os olhos, o segundo nos ouvidos, e assim em sequência, todos os golpes te atingirão.”

9 E Adão tendo assim falado a seus filhos, soltou um forte gemido, e disse: “O que devo fazer? Estou em grande sofrimento.” E Eva também chorou, dizendo: “Meu senhor Adão, levanta-te e dá-me metade de tua doença, e deixa-me suportá-la junto contigo , porque através de mim isto te aconteceu; por minha causa estás em dor e aflição.” E Adão disse a Eva: “Levanta-te, e vai com nosso filho Seth até próximo do Paraíso, e ponde terra sobre vossas cabeças, e chorai, suplicando ao Senhor para que Ele tenha compaixão de mim, e envie Seu anjo ao Paraíso, e me dê da árvore da qual escorre o óleo,  e que este óleo o possais trazer-me; e eu me ungirei com ele, e descansarei, e vos mostrarei como fomos enganados da primeira vez.”

10 E Seth e Eva foram para as proximidades do Paraíso. E enquanto estavam caminhando até lá, Eva avistou seu filho, e uma fera selvagem lutando contra ele. E Eva chorou, dizendo: “Ai de mim, ai de mim; pois quando chegar o dia da ressurreição, todos os que pecaram irão amaldiçoar-me, dizendo, ‘Eva não observou o mandamento de Deus.’”

11 E Eva gritou para a fera selvagem, dizendo: “Ó maligna fera, não te atemorizas de lutar contra aquele que foi criado à imagem de Deus? Como foi aberta tua boca? Como se arreganharam teus dentes? Como não estás ciente de tua sujeição, de que estavas antes sujeita àquele que foi criado  à imagem de Deus?” Então a fera selvagem gritou, e disse: “Ó Eva, não dirijas contra nós tua admoestação, nem teu pranto,  mas sim contra ti mesma, pois o início das feras selvagens deve-se a ti. Como foi tua boca aberta, para comeres da árvore sobre a qual Deus te havia advertido para que não comesses de seu fruto? Foi por causa disto que nossa natureza mudou também. Agora, portanto, tu não serás capaz de defender-te, caso eu comece a repreender-te.”

12 E Seth disse à fera selvagem: “Fecha tua boca e cala-te, e afasta-te daquele que foi criado à imagem de Deus até o Dia do Juízo.” Então a fera selvagem retrucou: “Vede, Seth, aparto-me daquele que foi criado à imagem de Deus.”. Então a fera fugiu, e o deixou ferido, e retirou-se para seu covil.

13 Seth dirigiu-se com sua mãe Eva até as proximidades do Paraíso, e eles lá choraram, implorando a  Deus que enviasse Seu anjo, para lhes dar[7] o óleo da misericórdia. E Deus lhes enviou o arcanjo Miguel, que lhes disse estas palavras: “Seth, homem de Deus,  não te ocupes orando e suplicando pela árvore na qual flui o óleo para ungir teu pai Adão; pois ele não te será dado agora, mas somente nos últimos tempos. Então se levantará toda a descendência de Adão, do princípio até aquele grande dia, tantos quantos forem um povo santo; e lhes serão dadas todas as delícias do Paraíso, e Deus estará no meio deles. E não haverá mais pecadores diante Dele, porque os de coração mau serão separados, e lhes será dado um coração feito para discernir o que é bom, e adorarão somente a Deus. Volta para teu pai, pois a medida de sua vida foi completada, igual a três dias[8]. E quando a alma de teu pai se for, verás a terrível passagem.”

14 E o anjo, tendo dito isto, deixou-os. Seth e Eva voltaram para a tenda onde Adão estava deitado. E Adão disse a Eva: “Por que nos prejudicaste, e trouxeste sobre nós a grande ira, que é a morte, a qual agora tem o domínio sobre toda a nossa raça?” E Adão continuou: “Chama nossos filhos, e os filhos de seus filhos, e conta a eles como ocorreu nossa transgressão.”

15 Então Eva os reuniu e assim lhes falou: “Ouvi todos vós, meus filhos e filhos de meus filhos, pois relatarei a vós como nosso Inimigo nos enganou. Sucedeu que, quanto habitávamos o Paraíso, mantínhamos cada um a respectiva parcela que fora a nós designada por Deus. E eu ocupava os lotes do sul e do oeste. E o Maligno foi até a parte de Adão, onde ficavam os animais selvagens machos, pois Deus havia repartido os animais entre nós, e dado todos os machos a vosso  pai e todas as fêmeas as deu Ele a mim, e cada um de nós olhava pelos seus.

16 E o Maligno dirigiu-se à serpente dizendo: “Vem até mim, e eu te contarei uma coisa na qual podes ser útil.” Então a serpente foi até ele, e o Maligno assim se dirigiu a ele: Dizem que és o mais astuto entre os animais selvagens, e vim até aqui para conhecer-te[9]; e constatei que és a maior entre todas as bestas selvagens, e que elas se associam a ti. Não obstante, fazes reverências a um que é muito inferior a ti.  Por que comes os restos[10],[11]  de Adão e sua mulher Eva, e não o fruto do Paraíso? Vem comigo, e faremos com que Adão seja expulso do Paraíso através de sua mulher, assim como nós também fomos expulsos através dele. A serpente lhe respondeu: “Tenho medo de que Deus se enfureça comigo.” E o Maligno lhe disse: “Nada temas, apenas torna-te meu instrumento, e eu falarei por tua boca as palavras através das quais serás capaz de enganar Adão.”

17 Logo a seguir, a serpente se pendurou na muralha do Paraíso, por volta da hora na qual os anjos de Deus subiam ao céu para adorá-Lo. E Satã veio na forma de um anjo e louvou a Deus como faziam os outros anjos; e olhando a partir da muralha eu o via como um anjo. E Satã indagou-me: “És tu Eva?” E eu lhe respondi: “Sim, sou.” E ele fez nova pergunta: “Que fazes no Paraíso?” E dei-lhe esta resposta: “Deus colocou-me e a Adão, meu marido,  no Paraíso para que cuidássemos dele e dele tirássemos nosso alimento.” O Maligno retrucou, falando através da boca da serpente: “Sois afortunados, mas não comeis de todas as árvores.”. E eu lhe disse: “Sim, comemos o fruto de todas as árvores, exceto daquela que está no meio do Paraíso, sobre a qual Deus ordenou que não comêssemos seu fruto, pois se o fizéssemos haveríamos de morrer.”

18 Ao que a serpente retrucou: “Assim como Deus vive, sinto pena de vós, porque sois como gado. Não desejo que permaneçais ignorantes disto! Levanta-te, vem aqui, ouve-me. Come e descobre o valor da árvore, tal como Deus nos contou.” Mas eu disse a ele: “Temo que Deus se enfureça comigo.” E a serpente respondeu: “Não temas, pois no instante em que tu e teu marido  comerdes do fruto, vossos olhos se abrirão, e sereis como os deuses no conhecimento do Bem e do Mal. Mas Deus, sabendo disso, que seríeis como Ele, aborreceu-se convosco e vos ordenou, ‘Vós não comereis do seu fruto!’ Mas observa a árvore, e perceberás a glória que a rodeia.” E contemplei a árvore e vi a glória que a rodeava. E disse à serpente: “É uma visão maravilhosa!” e estava atemorizada em colher o fruto. E ele me disse: “Vem, eu te darei o fruto, segue-me. E eu cedi, e ele entrou no Paraíso, e seguiu caminhando à minha frente.

19 Tendo caminhado um pouco, virou-se, e disse-me: mudei de ideia, e não te darei o fruto para o comeres. E isso ele disse, desejando enganar-me completamente, e destruir-me. E continuou: “Jura-me que darás também do fruto  para teu marido.”  E eu lhe disse: “Não sei que juramento devo prestar a ti; mas aquele que sei te digo: Pelo trono do Senhor, e pelo querubim, e pela Árvore da Vida, darei também do fruto a meu marido para que o coma.” E depois de ouvir meu juramento, ele subiu pela  árvore. E pôs sobre o fruto, que me deu para que comesse, o veneno de sua perversidade, de seu desejo; pois o desejo é  a cabeça[12] de todo pecado. E verguei um galho até o chão, e apanhei o fruto e o comi.

20 E no mesmo instante meus olhos se abriram, e percebi que estava despida[13] da virtude que antes me revestia; e chorei, dizendo: “O que me fizeste, pois fui privada da glória que me revestia?” E chorei também em razão do juramento. E ele desceu da árvore, e sumiu de vista. E procurei folhas em minha área[14] , para que pudesse cobrir minha vergonha; e não encontrei nenhuma nas árvores do Paraíso, pois no instante em que comi do fruto, as folhas de todas as plantas de minha parcela caíram, exceto as da figueira.

21 Tirei alguma folhas da figueira e fiz com elas um avental. Foi daquela planta que comi. E gritei bem alto: “Adão, Adão, onde estás? Levanta-te, vem até mim, e te revelarei um grande mistério.” E vosso pai veio e eu lhe falei palavras de perversidade, que provocaram nossa queda da glória. Pois no momento em que ele chegou abri minha boca e o Maligno falou por ela; e eu comecei a convencê-lo, dizendo: “Vem aqui, meu senhor Adão, ouve-me e come o fruto da árvore da qual Deus ordenou que não comêssemos, e serás como Deus.” E vosso pai respondeu e disse, “Tenho medo que Deus se enfureça comigo.” E eu lhe disse: “Não temas, pois tão logo comeres deste fruto terás o conhecimento do Bem e do Mal.” E logo o convenci, e ele comeu, e seus olhos se abriram, e ele percebeu sua nudez. E ele me disse: “Ó mulher perversa, por que fizeste tal coisa? Tu nos separaste da glória de Deus.”

22 E naquele instante ouvimos o arcanjo Miguel soar sua trombeta, conclamando os anjos, e dizendo: “Assim falou o Senhor, vinde comigo ao Paraíso, e ouvi meu juízo sobre Adão.” E  ficamos temerosos, e nos escondemos. E Deus veio ao Paraíso, trazido por uma carruagem de querubins,  e os anjos o louvavam. Quando Deus entrou no Paraíso, as plantas dos lotes de Adão e dos meus lotes floresceram, e todos se levantaram; e o trono de Deus foi preparado  debaixo da Árvore da Vida.

23 E Deus chamou Adão, dizendo, “Adão, onde estás escondido, pensando  que não te encontrarei? Deve a casa permanecer oculta de quem a construiu?” Então vosso pai respondeu e disse, “Não nos escondemos acreditando que Vós não nos encontraríeis, mas porque estou nu e estou deslumbrado por Vosso poder ó Senhor.” Deus lhe respondeu, “Quem te mostrou que estavas nu? Não perceberias tua nudez, a menos que tenhas desobedecido Meu mandamento que te dei para que o guardasses.” Então Adão lembrou-se das palavras que eu lhe havia dito quando desejava enganá-lo, que eu o poria fora do alcance da ira do Senhor. E ele virou-se para mim e disse: “Por que fizeste isso?” E eu também lembrei as palavras da serpente, e disse:

24 “A serpente me enganou.” Deus disse a Adão, “Como desobedeceste meu mandamento, e obedeceste tua esposa, maldita é a Terra que cultivares, pois sempre que plantares, ela não cederá sua força, mas te produzirá espinhos e abrolhos;  e com o suor do teu rosto comerás o teu pão. E estarás em aflição por diversas razões. Te inquietarás e não descansarás; serás afligido pela amargura, e não provarás a doçura; serás atormentado pelo calor e oprimido pelo frio; e trabalharás muito e não te tornarás rico; e te apressarás[15]  [16]  mas não atingirás a meta; e as feras selvagens, das quais eras o senhor, se levantarão em revolta contra ti, porque não obedeceste meu mandamento.”

25 E voltando-se para mim, o Senhor disse: “Visto que tu obedeceste à serpente, e desobedeceste meu mandamento, passarás por aflições[17]  e dores insuportáveis; darás à luz teus filhos, com grandes tremores; e alguma vez os darás à luz,[18] e perderás tua vida em consequência de complicações e dores insuportáveis. E suplicarás, e dirás, Senhor, Senhor, salvai-me; e não mais cometerei o pecado da carne. E de acordo com tuas palavras Eu te julgarei, devido à inclinação pecaminosa que o Inimigo colocou em ti; e retornarás a teu marido e ele será teu senhor.[19]

26 Após dizer-me isso, Ele dirigiu-se à serpente, em grande ira, e disse: “Dado que fizeste isso, e te tornaste vil instrumento para enganar aqueles de coração negligente, serás maldita entre todos os animais. Serás privada do alimento que comias, e do pó comerás todos os dias de tua vida; rastejarás sobre teu peito e teu ventre, pois te serão tirados os pés e as mãos; não te serão dados nem ouvidos, nem asas, nem qualquer membro que tem aqueles que seduziste por tua perversidade, e por tua causa foram expulsos do paraíso. Porei inimizade entre ti e a descendência de Adão. Ele ficará à espera[20] por tua cabeça, e tu pelo seu calcanhar, até o dia do julgamento.”

27 E tendo dito isso, ordenou a Seus anjos que nos expulsassem do Paraíso. Enquanto éramos conduzidos para fora, e nos lamentávamos, vosso pai Adão implorou aos anjos, dizendo: “Dai-me algum tempo, para que eu possa suplicar a Deus, para que ele tenha compaixão de mim, e tenha piedade, pois somente eu pequei.” E eles pararam por um momento. E Adão clamou a Deus, em prantos, dizendo: “Perdoai-me, Senhor, pelo que fiz.” Então o Senhor dirigiu-se a Seus  anjos: “Por que interrompestes  a tarefa que vos determinei, de conduzir Adão para fora do Paraíso? Considerais que é Meu o pecado, ou que fui injusto em Meu juízo?” Então os anjos prostraram-se ao solo em adoração ao Senhor, dizendo: “Justo sois Vós, Ó Senhor, e sempre correto Vosso julgamento.”

28 E voltando-se para Adão, assim falou o Senhor: “De hoje em diante, não te será permitido entrar no Paraíso.” E Adão dirigiu-se ao Senhor e implorou: “Senhor, dai-me o fruto da Árvore da Vida, para que eu possa comê-lo  antes que seja expulso.” E o Senhor lhe respondeu: “Não comerás do fruto agora, pois determinei aos querubins com espadas flamejantes que se postassem junto à Árvore, para que não possas comer de seu fruto e livrar-te para sempre da morte; terás assim que travar a guerra na qual o Inimigo te colocou. Todavia, após deixares o Paraíso, se te guardares do mal, mesmo destinado a morrer, Eu te levantarei dos mortos quando vier a ressurreição, e então te será dado do fruto da Árvore da Vida, e estarás livre da morte para todo o sempre.”

29 E, tendo dito isso, o Senhor ordenou que fôssemos retirados do Paraíso. E vosso pai chorou diante dos anjos que guardavam o Paraíso. E os anjos lhe disseram “Que desejas que façamos por ti?” E vosso pai lhes respondeu: “Vede, vós me expulsais. Eu vos suplico, permiti-me colher ervas olorosas do Paraíso, de modo que após deixar este lugar eu possa oferecer sacrifícios a Deus, e Ele me ouça. E os anjos, avançando, disseram a Deus: Jael, Rei eterno, ordenai que seja dado a Adão sacrifício[21] com as ervas docemente olorosas do Paraíso. E Deus  ordenou a Adão fosse  e colhesse ervas perfumadas do Paraíso. E os anjos o deixaram ir, e ele colheu os dois tipos:  açafrão e nardo, e cálamo[22] e canela e outras sementes para seu alimento; e as tendo apanhado, saiu do Paraíso. E viemos para a terra.[23]

30 Assim, meus filhos, terminei de vos revelar de que modo fomos enganados. Mas guardai-vos a vós mesmos, para que não abandoneis o que é bom.

31 E após ter Eva assim falado entre seus filhos, Adão jazia doente e lhe restava apenas um dia até que sua alma deixasse o corpo. E disse-lhe Eva: “Por que tu morres, e eu vivo? Ou quanto tempo me quedarei aqui após tua morte? Dize-me.” E Adão lhe respondeu: “Não te preocupes com tal assunto, pois não te quedarás aqui muito tempo após minha partida, pois morreremos ambos da mesma maneira e repousarás no meu lugar[24]. E quando eu tiver morrido, tu me deixarás[25] e não permitirás a ninguém que toque em mim; pois Deus não me esquecerá, e buscará o vaso que Ele mesmo criou. Levanta-te pois, e ora a Deus até que eu entregue em suas mãos o espírito que Ele me deu; porquanto não sabemos como iremos encontrar Aquele que nos fez, se ele estará enfurecido conosco  ou, diversamente, se terá misericórdia de nós.”

32 Então Eva levantou-se e saiu e, prostrando-se ao solo, clamou: “Ó Deus, pequei; Ó Pai, pequei contra Vós, pequei contra Vossos anjos escolhidos, pequei contra o querubim, pequei contra Vosso Trono inabalável; pequei, Ó Senhor, pequei muito, pequei contra Vós,  e através de mim todos os pecados[26] adentraram a criação.” E enquanto Eva ainda estava orando, ajoelhada, eis que veio até ela o anjo da humanidade e a fez levantar-se, dizendo: “Levanta-te, Eva, de teu ato de arrependimento; pois teu marido Adão deixou seu corpo; levanta-te e vê o espírito de Adão sendo levado Àquele que o criou[27], para encontrá-Lo.”

33 Eva levantou-se, e cobriu o rosto com as mãos, e o anjo lhe disse: “Põe-te acima das coisa da terra.” E Eva fitou o céu, e viu a carruagem de luz que vinha, carregada por quatro águias brilhantes – e a ninguém que fora nascido de mulher[28] era possível  descrever a glória ou ver as faces das águias – e anjos iam à frente da carruagem. E quando chegaram ao local onde jazia o corpo de vosso pai Adão , a carruagem parou, e os serafins[29] se postaram entre vosso pai e ela. E vi três turíbulos de ouro e três frascos; e eis que todos os anjos com incenso, com os turíbulos e com os frascos, aproximaram-se do altar, e sopraram, e a fumaça do incenso cobriu o firmamento. E os anjos se prostraram e adoraram a Deus, suplicando e dizendo: “Santo Jael, perdoai Adão, pois ele tem a Vossa imagem, é a obra de Vossas santas mãos.”

34  E novamente, eu Eva vi dois grandes e terríveis mistérios postados diante de Deus. E chorei de medo, e gritei a meu filho Seth, dizendo: “Levanta-te, Seth, afasta-te do corpo de teu pai Adão, e vem até aqui, para que possas ver aquilo que nenhum olhar humano jamais viu; e eles estão orando por teu pai Adão[30].“

35 Então Seth levantou-se e foi até sua mãe, e disse a ela: “O que te aflige? E por que choras?” E ela lhe respondeu: “Olha com teus olhos, e vê os sete céus abertos, e vê com teus próprios olhos como o corpo de teu pai está deitado sobre a face, e todos os santos anjos estão com ele, orando por ele, e suplicando: Perdoai-o, Ó Pai do universo; pois ele é a Vossa imagem. O que então será isso, Seth, meu filho, e quando será ele entregue às mãos de nosso Deus e Pai invisível? E quem são aqueles dois seres de rosto negro que estão postados ao lado dos que oram por teu pai?”

36 E Seth respondeu a sua mãe: “Aqueles são o sol e a lua e eles estão caindo e orando por meu pai Adão.” E Eva lhe perguntou: “Onde está a luz deles, e por que se tornaram negros?” E Seth lhe respondeu: “Eles não podem brilhar na presença da Luz do Universo[31] e  por esta razão é que a luz deles ocultou-se.”

37 E enquanto Seth falava com sua mãe, os anjos prostrados diante de Deus soaram suas trombetas, e proclamaram com voz terrível: “Bendita seja a glória do Senhor sobre toda Sua criação, pois Ele teve compaixão de Adão,  obra de Suas mãos.” Depois que os anjos fizeram essa proclamação, veio um dos serafins de seis asas, e levou Adão rapidamente até o lago Acheron[32], e lavou-o na presença de Deus. E ele jazeu ali por três horas[33], e então o Senhor do universo assentado em Seu trono sagrado, estendeu as mãos, e ressuscitou Adão, e o entregou ao arcanjo Miguel, dizendo-lhe: “Conduze-o ao paraíso, até mesmo ao terceiro céu, e deixai-o lá até o grande e terrível dia que trarei sobre o mundo.” E o arcanjo Miguel, tomou Adão e o levou, e o ungiu, conforme Deus lhe havia dito ao perdoar Adão.

38 Após se passarem todas estas coisas, o arcanjo indagou sobre os ritos funerários dos restos mortais, e Deus ordenou a todos os anjos que se reunissem na Sua presença, cada qual de acordo com sua classe. E todos os anjos se reuniram, alguns com turíbulos, outros com trombetas. E o Senhor dos Exércitos subiu[34] e os ventos o acompanhavam, e querubins corriam sobre os ventos, e os anjos do céu iam antes da carruagem; e chegaram até onde o corpo de Adão estava, e o levaram. E chegaram ao paraíso, e todas as árvores do paraíso agitaram suas folhas, de modo que todos os gerados por Adão inclinaram suas cabeças, adormecidos pelo suave odor, exceto Seth, porque ele havia sido gerado de acordo com a determinação de Deus. O corpo de Adão, jazia então no solo do paraíso, e Seth estava muitíssimo entristecido com sua  morte.

39 E o Senhor Deus disse: “Adão, por que fizeste isto? Se tivesses observado meu mandamento, aqueles que te fizeram sair daqui não teriam se rejubilado. Não obstante, Eu transformarei a alegria deles em pesar, e teu pesar transformarei em alegria; e tendo feito isto, estabelecer-te-ei em teu reino, no trono daquele que te enganou; e ele será lançado neste lugar, de modo que possas sentar-te acima dele.

40 Então deverão ser condenados, ele e os que o ouvirem; e eles estarão contristados e prantearão, ao ver-te sentado no trono glorioso que a ele pertenceu.” E então ele disse ao arcanjo Miguel: “Entra no paraíso, no terceiro céu,  e traz-me três panos de fino linho e seda.” E Deus disse a Miguel, Gabriel, Uriel, e Rafael[35]: “Cobri o corpo de Adão com os panos, e trazei azeite de doce perfume, e despejai o azeite sobre ele.” E assim tendo feito, eles prepararam o corpo de Adão para o sepultamento. O Senhor disse: “Trazei também o corpo de Abel.” E, tendo trazido outros panos, eles também o prepararam para o sepultamento, pois ele não havia sido preparado desde o dia em que seu irmão Caim o matara. Pois o maldoso Caim, tendo tomado grande cuidado para esconder o corpo, não havia conseguido enterrá-lo; pois a terra não o recebeu, dizendo: “Não receberei o corpo em companhia[36] até que o pó que me foi tirado, e que sobre mim foi transformado, retorne a mim.” E então os anjos o pegaram e deixaram-no sobre a pedra, até a morte de seu pai.  E ambos foram sepultados, conforme a ordem de Deus, nas  regiões do Paraíso, no lugar onde Deus encontrou o pó[37]. E Deus enviou sete anjos ao Paraíso, e eles trouxeram muitas ervas aromáticas e as depositaram no solo; e depois trouxeram os dois corpos e os sepultaram no lugar que haviam cavado e construído.

41 E Deus chamou Adão e disse: “Adão, Adão.” E o corpo respondeu de dentro  da terra: “Aqui estou, meu Senhor.” E o Senhor assim falou: “Eu te disse que eras pó[38] e ao pó retornarias. Novamente te prometo a ressurreição. Levantar-te-ei ressurreto no último dia, assim como a todos os homens que se originarem de tua semente.”

42 E após proferir tais palavras Deus fez um selo de três cantos, e selou o sepulcro, de modo que ninguém pudesse fazer alguma coisa ao corpo nos seis dias até que sua costela retornasse a ele. E tendo o Deus benevolente e os santos anjos deixando-o ali, seis  dias depois também Eva faleceu. Enquanto viveu, ela chorou por ter adormecido, pois não sabia onde seu corpo seria enterrado. Pois quando Deus estivera presente no Paraíso, quando Adão era sepultado, tanto ela quanto seus filhos haviam adormecido, exceto Seth, como eu disse. E Eva, até o momento de sua morte, suplicou para ser sepultada junto a seu marido Adão, proferindo esta prece: “Meu Senhor, Senhor e Deus de toda a virtude, não  separeis Vossa serva do corpo de Adão, pois de seus membros me fizestes Vós; assegurai-me pois, mesmo a mim, indigna e pecadora, ser enterrada ao lado dele. Eu estava com  ele no paraíso, e não me separei dele após a queda; assim, não permitais que  alguém nos separe.” Após ter orado, ela olhou para o céu, levantou-se e bateu no peito, dizendo: “Deus de todas as coisas, recebei meu espírito.” E imediatamente, entregou seu espírito a Deus.

43 E após sua morte o arcanjo Miguel postou-se a seu lado, e vieram três anjos, tomaram seu corpo e o sepultaram onde estava o corpo de Abel. E o arcanjo Miguel disse a Seth: “Sepulta deste modo todo homem que morrer, até o dia da ressurreição.” E após ter dado esta lei, o arcanjo Miguel continuou: “Não guardes luto por mais de seis dias. E no sétimo dia, descansa e alegra-te, porque nisto se alegram Deus e Seus anjos, quando a alma de um justo parte da terra.”

44 Tendo dito isto, o arcanjo Miguel subiu ao céu, glorificando e entoando o Aleluia[39]. “Santo, Santo, Santo, Senhor,  para a glória de Deus Pai porque a Ele são devidas glória, honra e adoração, com seu Espírito Incriado e Fonte de Vida, agora e para sempre, pelas eras das eras. “Amém.

 

[1] A Revelação de Moisés pode ser encontrada on-line (em inglês) em diversos sites. Minha tradução foi baseada na versão apresentada em Schaff (1885), pp. 565-570, no site Christian Classics Ethereal Library < http://www.ccel.org/ccel/schaff/anf08.vii.xxxviii.html >, que,  por sua vez, reproduz o texto de uma fonte de domínio público.

[2] NOTA ORIGINAL: há uma grande variação entre os diversos manuscritos, relativamente a estes nomes. A leitura correta é provavelmente διαφύτωρ ou διαφυτευτής, um agricultor, e  μηλατάς ou μηλοβότης, um guardador de ovelhas.

[3] NOTA ORIGINAL: Literalmente, “fez”.

[4] NOTA ORIGINAL: Um manuscrito acrescenta “Adão viveu 930 anos e, quando chegou o seu fim, bradou […]”

[5] NOTA ORIGINAL: Um manuscrito traz: “e ele trará para mim o fruto da árvore na qual flui a misericórdia, e vossa aflição haverá de cessar. “

[6] NOTA ORIGINAL: ou. “pragas”.

[7] NOTA ORIGINAL: literalmente,  “e ele dará”

[8] NOTA ORIGINAL: Talvez ao invés de ἴσον (igual) deveríamos ter lido εἴσω (dentro). Outra leitura é “pois os dias de sua vida foram completados, e ele viverá de mais três dias a contar de hoje, e então morrerá.”

[9] NOTA ORIGINAL: Em C consta “aconselhar-me contigo.” C é um manuscrito de Viena, escrito no século XII; veja pag. 358 [deste livro] e “Apocalypses Apocrypha”, pp. xi-Vicia sativaxii de Tischendorf.

[10] NOTA ORIGINAL: Parece haver acordo que a palavra “zizania” dos gregos, e “zawân“ dos árabes deve ser traduzida como “darnel”; mas pelas associações conectadas com a palavra é melhor manter a tradução costumeira.

[11] Trecho de difícil tradução. A palavra inglesa “darnel” designa uma erva daninha, em particular a Visa sativa. Em grego encontra-se ζιζάνια (como em Mt 13:25) traduzida como “tares” na KJV, que em português se traduz, nas versõrs mais antigas, como joio. No contexto do diálogo entre Satanás e a serpente pareceu-me mais adequado traduzir “comes os restos”, pois “tare” significa também “algo que se joga fora”.

[12] NOTA ORIGINAL:  C traz “raiz e origem”.

[13] NOTA ORIGINAL: Literalmene, “nua”.

[14] NOTA ORIGINAL: i. e., do paraíso

[15] NOTA ORIGINAL: minha leitura foi ταχυνθσει ao invés de παχυνθσει, “tu engordarás”.

[16] A nota anterior e a próxima mostram como ocorriam erros na cópia dos manuscritos. Esta é uma das razões que justifica o trabalho secular dos estudiosos da crítica textual, as edições críticas das Escrituras, e o imenso esforço exigido para garantir que temos uma versão bastante próxima dos textos originais. Refira-se a meu livro “Jesus Histórico e Outros Ensaios” para mais informações.

[17] NOTA ORIGINAL: o texto traz  ματαοις, “inútil”; o correto é provelmente καμτοις ou μχθοις.

[18] NOTA ORIGINAL: inserido pelo manuscrito C.

[19] NOTA ORIGINAL: O manuscrito B acrescenta:”E Eva tinha doze anos quando o demônio a enganou, e lhe deu desejos pecaminosos. Noite e dia ele não cessava de mutrir seu ódio contra eles, porque ele próprio estava anteriormente no paraíso; e portanto os enganou por não poder suportar vê-los no paraíso.” [B é do século XIII ou XIV; veja Tischendorf, Apocal. Apocr., p. xi.—R.]

[20] NOTA ORIGINAL: Isto segue a versão da LXX e é também a interpretação de Gesenius do hebraico “shûph”, Gen 3: 15.

[21] NOTA ORIGINAL: ou, “incenso”.

[22] NOTA ORIGINAL: Esta é a “caule doce” mencionada em Isa. 43:24; Jer. 6:20. Veja também Ex. 30:23; Cant. 4:14; Eze. 27:19.

[23] NOTA ORIGINAL: ou “nos achamos sobre a terra.”

[24] NOTA ORIGINAL: talvez ταφον, seja melhor que τοπον.

[25] NOTA ORIGINAL: ou, “ungirás”

[26] NOTA ORIGINAL:  ou, “todo o pecado”.

[27] NOTA ORIGINAL: no texto consta πονησαντα, um erro na cópia de ποιησαντα.

[28] NOTA ORIGINAL: literalmente, “de útero”.

[29] Serafins são criaturas celestes que estão continuamente à volta do trono de Deus entoando cânticos de louvor. Em Isaías 6:3 lê-se: 3Exclamavam um para o outro: “Santo, santo, santo é  Senhor dos exércitos, a terra inteira está repleta de sua glória.”

[30] NOTA ORIGINAL: A última sentença não consta de C.

[31] NOTA ORIGINAL: O manuscrito A termina aqui, com as palavras: “o Pai, e o Filho, e o Esp´rito Sano, agora e para sempre, pelos séculos dos séculos. Amem.” [A é o manuscrito de Veneza, originado por volta do século XIII Tischendorf, Apocal. Apocr., p. xi.—R.)

[32] Acheron é um lago mencionado em diversos textos escatológicos, tais como o Apocalipse de Paulo e os Oráculos Sibilinos.. As almas dos mortos  atravessariam este lago para entrar no reino celestial.

[33] NOTA ORIGINAL: Os manuscritos traziam originalmente “dias”; a palavra foi riscada e substituída por “horas” por outra pessoa.

[34] NOTA ORIGINAL: i. e., entrou em sua carruagem.

[35] NOTA ORIGINAL: De acordo com a tradição judaica, estes eram os quatro anjos que se quedavam ao redor do trono de Deus.

[36] NOTA ORIGINAL: Provavelmente a texto deveria ser ετερον, “outro”, e não εταιρον. Ou a passagem pode significar “não receberei um  corpo amigo”, i. e., um  corpo sobre o qual não tenho direitos..

[37] NOTA ORIGINAL: i. e., do qual Adão foi feito.

[38] NOTA ORIGINAL: literalmente, “terra”

[39] NOTA ORIGINAL: O manuscrito D termina aqui, com:  “àquele que é glória e poder pelas eras das eras.” [D é o o manuscrito  de Milão, ao qual Tischendorf atribui origem por volta do século XI, Apocalypses Apocryphæ, p. xi.—R.]

Publicado por

joaoazevedojunior

I am a retired electronic engineer. who likes to write about issues that I consider interesting. I welcome your comments and constructive criticism.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s