SOBRE O LIVRO: “THE FIVE GOSPELS: WHAT DID JESUS REALLY SAY?”

The Five Gospels: What Did Jesus Really Say? The Search for the Authentic Words of JesusThe Five Gospels: What Did Jesus Really Say? The Search for the Authentic Words of Jesus by Robert Walter Funk

Meu conceito: 4 de 5 estrelas

Este livro é resultado do trabalho coletivo do “The Jesus Seminar”, um grupo de destacados eruditos no área de criticismo bíblico. Ele contém uma nova tradução dos quatro Evangelhos canônicos e do Evangelho de Tomé. Este último é um evangelho não canônico, que contém 114 ditos atribuídos a Jesus; acredita-se que alguns trechos deste evangelho são tão antigos quanto os mais antigos Evangelhos canônicos (Marcos e Lucas).

Cada enunciado atribuído a Jesus nos cinco evangelhos é impresso em uma de quatro cores, para indicar a avaliação dos estudiosos sobre sua autenticidade, como segue: vermelho = Jesus provavelmente disse isto; rosa: Jesus poderia ter dito isto; cinza: Jesus provavelmente não disse isto; preto: Jesus certamente não disse isto. A cor foi atribuída com base em um esquema de votação e médias ponderadas. Cada grupo de versos é comentado e a avaliação dos estudiosos é explicada. O primeiro capítulo explica a teoria na qual se baseia a análise; esta considera, por exemplo, o número de fontes independentes que confirmam o texto, o contexto histórico e vários outros critérios.

Para ilustrar como os critérios são aplicados, mencionarei dois casos. Por exemplo, em Marcos 9:49-50 lê-se (todos os versículos transcritos da Bíblia Sagrada. trad. Centro Bíblico Católico. Editora Ave Maria, São Paulo. 24ª ed.. 1977):

49. “Porque todo homem será salgado pelo fogo.”
50a. “O sal é uma boa coisa; mas se ele se tornar insípido, com que lhe restituireis o sabor? 50b. Tende sal em vós, e vivei em paz uns com os outros.”

Os versículos 49 e 50b são codificados em cinza. Muitos estudiosos acreditavam que estas frases foram compostas por Marcos, pois nem Lucas nem Mateus as reproduzem, portanto votaram em negro. Os votos de estudiosos que acreditavam em um elemento escatológico na mensagem de Jesus fizeram que estes versículos recebessem a cor cinza.

O versículo 50a é impresso em rosa porque este enunciado é atestado por Marcos e Q; Q (letra inicial da palavra Quelle = fonte, em alemão) é um “Evangelho” escrito hipotético, do qual não se tem nenhuma cópia, mas que teria sido usado por Mateus e Lucas e explica a existência de muitos trechos praticamente idênticos entre os dois Evangelhos. Desde que nem a forma original, nem o contexto deste enunciado puderam ser recuperados, a votação resultou em uma pontuação média ponderada de 0,58, que corresponde à cor rosa. Este exemplo tenta transmitir o alto nível de esforço acadêmico aplicado ao trabalho.

Como segundo exemplo, pode ser citado Mateus 28:18-20, no qual as palavras de Jesus são impressas em negro, indicando que, na avaliação dos eruditos, é muito pouco provável que Jesus realmente tenha dito isto:

18. Mas, Jesus, aproximando-se, lhes: “Toda autoridade me foi dada no céu e na terra.
19. “Ide, pois: ensinai a todas as nações; batizai-as em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
20. Ensinai-as a observar tudo o que vos prescrevi. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo.”

Isso é chamado de “A Grande Comissão”, mas outras comissões são encontrados em Lucas 24:47-48 e João 20:22-23. Desde que as três comissões são diferentes, é razoável concluir que Jesus não fez realmente estas declarações, e que provavelmente elas mostram o entendimento de cada um dos evangelistas sobre o futuro do nascente Cristianismo.

Naturalmente, o trabalho do “The Jesus Seminar” é considerado obra do Maligno por muitas denominações cristãs, particularmente aqueles ministérios fundamentalistas que acreditam em uma interpretação literal das Escrituras. No entanto, para aqueles que gostariam de entender quem era o Jesus histórico (provavelmente a figura que mais influenciou a história da civilização ocidental) este livro é muito útil.

View all my reviews

Publicado por

joaoazevedojunior

I am a retired electronic engineer. who likes to write about issues that I consider interesting. I welcome your comments and constructive criticism.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s